CearáIpu NoticiasPolicial

Investigado por estupro de vulnerável contra a filha no DF é preso no Ceará


 Homem é preso por estupro de vulnerável contra a própria filha

Uma ação conjunta das Polícias Civis do Estado do Ceará (PC-CE) e do Distrito Federal (PCDF) resultou na localização e prisão de um homem de 38 anos, suspeito de descumprir medidas protetivas em favor de sua filha, uma adolescente de 14 anos. Segundo informações policiais, o homem é investigado por estupro de vulnerável contra a própria filha, quando ela tinha sete anos de idade. Ele, que teria tentado contato com a vítima via redes sociais, teve um mandado de prisão preventiva expedido em seu desfavor, oriundo do Distrito Federal, onde é investigado pelo crime. A ofensiva policial ocorreu na manhã desta quinta-feira (19), no bairro Praia de Iracema – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza.

Segundo informações policiais, os pais da menina se separaram quando ela ainda era bebê. No entanto, a filha visitava o pai periodicamente. Segundo os primeiros levantamentos policiais, o homem é investigado por estupro de vulnerável contra a própria filha, quando ela tinha sete anos. A violência só cessou quando a menina tinha nove anos e decidiu não querer mais visitar o agressor. A vítima, que hoje tem 14 anos, só revelou o crime para a mãe, em abril deste ano, durante uma crise de ansiedade e depressão.

Trocas de informações entre as Forças de Segurança do Ceará e do Distrito Federal resultaram na prisão do suspeito que estava desobedecendo a ordem judicial de medidas protetivas em favor da família. O homem, que teria tentado entrar em contato com a vítima via redes sociais, foi localizado na casa de familiares no bairro Praia de Iracema, em Fortaleza. O suspeito foi conduzido para uma unidade policial, onde a ordem judicial foi cumprida. Agora, serão realizadas tratativas para o recambiamento do homem para o Distrito Federal, onde seguem as investigações em torno dele.

*O nome do suspeito não será revelado com o objetivo de preservar a identificação da vítima.

Fonte: Ipu Noticias

Mais Notícias

Botão Voltar ao topo