Policial

Clássico-Rei contará com 491 agentes das Forças de Segurança do Ceará








22 de junho de 2022 – 16:06
# # # # #



Fortaleza e Ceará entram em campo nesta quarta-feira (1), na Arena Castelão, na Capital cearense. A disputa, válida pela Copa do Brasil, contará com um plano operacional desenvolvido pelas instituições vinculadas à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para atuação dentro e fora do estádio. Ao todo, 491 homens e mulheres participam do plano. 

A Polícia Militar do Ceará (PMCE) definiu as participações de 451 homens e mulheres para proporcionar tranquilidade aos torcedores no antes, durante e após o jogo. O reforço no policiamento conta com o Comando de Policiamento de Choque (CPChoque), equipes da Força Tática (FT), do Batalhão de Policiamento de Meio Ambiente (BPMA), do Regimento de Polícia Montada (RPMont) e do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). Além do estádio, a PMCE atuará nos terminais de ônibus, nas sedes de torcidas organizadas e em locais próximos à Arena Castelão. 

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) contará com 16 agentes, entre delegados, escrivães, inspetores e técnicos. Já o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atuará com 24 profissionais. 

Por fim, a Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS manterá o patrulhamento aéreo, desde antes da partida começar, mantendo o serviço até o pós-jogo. Os sobrevoos têm por finalidade dispersar torcidas, identificar e sinalizar eventuais tumultos ou delitos. 

Orientações ao torcedor

– Conforme a Lei estadual nº 16.873/19 é vedada a entrada, nos estádios e nas arenas desportivas, de pessoas com qualquer tipo de bebida. Logo, os torcedores não poderão ingerir bebida alcoólica em toda a Arena Castelão, inclusive no estacionamento;

– No fim do jogo, os torcedores do Fortaleza serão os primeiros a sair da Arena Castelão. 

– Para o público em geral, é importante lembrar que o trânsito sofrerá alterações, por isso, fique atento. Se possível, procure rotas alternativas para evitar transtornos. 




Fonte: SSPCE

Mais Notícias

Botão Voltar ao topo