Ipu NoticiasÚltimas Notícias

Sargento é morto por tiro acidental ao evitar linchamento de suspeito de estupro no Ceará Blog


 

1º sargento da Polícia Militar Roberto da Silva Almeida, o sargento Almeida, de 50 anos, morreu após ser atingido por um tiro na cabeça disparado acidentalmente por soldado, na cidade de São Benedito. — Foto: Arquivo pessoal
Foto:
Arquivo pessoal

 

Um sargento da Polícia Militar do Ceará morreu atingido por um tiro na
cabeça disparado acidentalmente por um soldado durante a prisão de um
suspeito de estupro na cidade de São Bendito, no interior do Ceará, na
noite desta segunda-feira (27).

Os agentes tentavam evitar que a população linchasse um suspeito de estupro quando o 1º sargento da Polícia Militar Roberto da Silva Almeida, de 50 anos, foi atingido.

Conforme policiais militares que participaram da ocorrência, Roberto da
Silva e outros agentes foram chamados para cumprir um mandado de prisão
em aberto contra Francisco Denys Moraes dos Santos, de 30 anos, suspeito de ter atacado pelo menos quatro mulheres na região.

Após a captura, a população tentou linchar Francisco Denys, mas foi
contida pelos militares, que colocaram o homem no carro da corporação.
Na saída do local, um soldado foi em pé no estribo, parte lateral do
lado de fora do veículo, com a arma em punho.

Desequilíbrio e tiro acidental

Ainda segundo o relatório da ocorrência, no trajeto para a Delegacia Regional de Tianguá, o soldado se desequilibrou quando o veículo passou por uma lombada e a arma dele disparou, atingindo o sargento Almeida, que estava no interior da viatura.

O sargento foi socorrido para a Upa de São Benedito, mas não resistiu ao ferimento e morreu na unidade.

O soldado que fez o disparo foi levado para a Delegacia Regional de
Tianguá, onde prestou depoimento. A arma dele foi recolhida. Já o preso,
Francisco Denys, ficou recolhido na delegacia de Tianguá. 

 

 

 

 (G1/CE)


Fonte: Ipu Noticias

Mais Notícias

Botão Voltar ao topo