Ipu NoticiasÚltimas Notícias

Atletas publicaram vídeo com carro a 129 km/h e dança ao volante antes de acidente com morte de jogador Blog


 Um vídeo publicado por atletas mostra o veículo trafegando a 129 quilômetros/hora antes do acidente que vitimou o jogador de X1 Adriano Bololô, na cidade de Fortim, no litoral Leste do Ceará, na madrugada desta quinta-feira (30).

Nas imagens, João Paulo (jogador conhecido como Coruja) aparece
dançando enquanto dirigia o carro. Em outro momento, é possível ver o
velocímetro marcando o excesso de velocidade.

O automóvel ocupado pelos cinco atletas estava retornando da cidade de
Mossoró, no Rio Grande do Norte, quando colidiu contra uma placa de
sinalização no canteiro central da rodovia durante o retorno para
Fortaleza.

Motorista aparece dançando com carro em alta velocidade antes de acidente que matou Adriano Bololô. — Foto: Reprodução
Motorista aparece dançando com carro em alta velocidade antes de acidente que matou Adriano Bololô. — Foto: Reprodução

Adriano Bololô, que havia viajado para assistir ao jogo dos amigos, não
resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele deixa uma filha.

Outros quatro atletas que estavam no veículo ficaram feridos e foram socorridos. São eles: Raul Xavier, Caio, João Paulo (Coruja) e Da Lua.
Raul está internado no Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), em
Fortaleza, e Caio foi levado para o hospital de Limoeiro do Norte. João
Paulo e Da Lua já receberam alta.

Carro que Adriano Bololô estava colidiu com um poste em uma rodovia no município de Aracati. — Foto: Arquivo pessoal
Carro que Adriano Bololô estava colidiu com um poste em uma rodovia no município de Aracati. — Foto: Arquivo pessoal

Próximo ao local do acidente, há placas informando a velocidade máxima
de 60 km/h. Também há avisos sobre a presença de sensor de velocidade em
um trecho próximo.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social informou que o
automóvel ocupado por cinco pessoas colidiu contra uma placa de
sinalização no canteiro central da rodovia, resultando na morte do
atleta.

“Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará compareceu ao local
da ocorrência, onde foram coletados indícios que subsidiarão os
trabalhos policiais”, disse a Secretaria da Segurança.

Adriano Bololô morreu em um acidente de carro no Ceará — Foto: Arquivo pessoal
Adriano Bololô morreu em um acidente de carro no Ceará — Foto: Arquivo pessoal

Destaque por várias equipes da modalidade em solo cearense e um dos
principais nomes do X1, Adriano Bololô foi liberado pelo Uruguai Fut7,
do Ceará, para defender o Flamengo nas disputas da Liga Nacional e Liga
das Américas.

Ele também já defendeu a Seleção Brasileira, além de ter jogado no Resenha, do Piauí, principal equipe do país na modalidade.

Na segunda-feira (28), Adriano Bololô venceu o atleta Laboba pela X1
Brazil. O cearense havia chegado à quarta vitória consecutiva na empresa
e estava prestes a disputar o cinturão da modalidade, praticada em um
campo padrão futebol society.

Bololô também jogou pelo Fortaleza Esporte Clube na Liga Fut7 deste
ano. O clube divulgou uma nota de pesar pela morte do atleta.

“Sua trajetória começou no futsal e, com muito esforço e dedicação,
estava mudando sua vida através do esporte, inspirando outros atletas a
seguir o caminho do trabalho e das realizações. Aos amigos, familiares e
colegas da categoria, o Fortaleza expressa seus mais sinceros
sentimentos. Que se sintam abraçados neste momento de dor”, diz um
trecho da nota do clube.

Conforme o empresário Diego Gentil Tavares, da equipe de X1 da qual os
atletas fazem parte, Adriano Bololô era brincalhão e ajudava a família.

“O Bololô era uma cara ímpar. Quando conhecia de verdade, via que ele
era um cara do bem, ajudava a família. O dinheiro que ele ganhava do X1,
que ele estava no melhor momento da carreira dele, ele reformou a casa
dele, comprou um carrinho, uma moto, ajudava os irmãos. Era um cara
brincalhão, do bem”, disse Diego Gentil Tavares. 

 

 (G1/CE)


Fonte: Ipu Noticias

Mais Notícias

Botão Voltar ao topo